O Sol no céu
E eu aqui no chão sólido
O calor do corpo
Se equilibra com o chão gélido
Palavras úmidas
E o arrepio do chão some
A alma nua
Se acomoda na emoção trêmula
O chão cético
Desvanece quando sou Sol quente
Lanço voo
E o combustível é o amor de toda gente
Observo
Belos sorrisos ocultos sob tolos panos
Indecisos
Como se para desabrochar fossem levar anos
Me entrego
Ao calor humano como a luz se entrega ao dia
Mas não nego
Que uma parte de mim é noite melancolia
Agridoce
Sabor de sonhar com o futuro breve
Antes fosse
Água para que o sentir me leve
Bem leve
Como a fina nuvem que paira na atmosfera
Me libera
Destila meu sangue em tintas e exubera
Em cheiros e cores distintas

Nome da Obra: Em cheiros e cores distintas


Autor(a): LAURA TOMÉ

Linguagem Artística: Poesia

Categoria: : Categoria 3 (alunos do 9º ano do Ensino Fundamental a 3ª série do Ensino Médio)



Descrição da Obra

"Em cheiros e cores distintas" é um pequeno poema de sabor doce, rítmico e não completamente denotativo. Ele se inicia num cenário introspectivo de conexão com a natureza e com o corpo, e tece pensamentos que flutuam em torno dos sentimentos em relação ao contato com outras pessoas e a forma de sentir e se mostrar para o mundo. O tema, "Depois que tudo isso acabar", está dissolvido no poema. Espero, do fundo do meu coração, que meu poema seja capaz de, de alguma forma, tocar o coração das pessoas.