Nome da Obra: Respiro


Autor(a): CAROLINA PINHEIRO GUIMARÃES

Linguagem Artística: Desenho/Pintura

Categoria: : Categoria 4 (categoria aberta: 18 anos de idade ou mais)



Descrição da Obra

A obra "Respiro" é uma pintura feita em tinta acrílica sobre papel.

Ao refletir sobre o tema da mostra, Carolina percebe que deseja várias coisas depois que tudo isso acabar. Como reuniões, ver amigos e familiares, festas, aulas presenciais, viajar, poder abraçar todo mundo, sair sem máscara. Porém, o que a artista realmente espera é que os dias fiquem mais tranquilos. Toda a rotina na pandemia é angustiante, cerceada pela preocupação em relação à doença e aos protocolos a serem seguidos, que são necessários, porém tiram a tranquilidade do dia a dia. O isolamento dentro de casa desanima e os momentos de lazer em grupo não são possíveis. Dessa forma, o nível de ansiedade, estresse e depressão aumentam ao longo do tempo.

Por isso, quanto tudo isso acabar, será possível respirar com mais tranquilidade. Respirar ao longo do dia, sem o peso da preocupação. A obra "Respiro" mostra exatamente esse momento de calma. O alívio em saber que a doença passou, que dias melhores podem vir. Além disso, o respiro apresentado pela obra possui outras associações, por exemplo, com o sintoma respiratório causado pela doença. Depois que tudo isso acabar, não haverá mais pessoas com o sistema respiratório afetado pela Covid-19.

O respiro também pode ser colocado no sentido figurado da palavra, o sentido de folga. Desde que começou a pandemia, não houve um momento folga para respirar. Então o respiro será um descanso para depois poder seguir com a vida.

Em seu processo, Carolina primeiro escreveu um texto sobre o que é o respiro e como a situação atual é sufocante. Esse texto foi o estímulo para a obra visual e, depois, a artista o transformou em gravação de áudio. A gravação foi enviada na inscrição. Além da obra e da gravação de áudio, Carolina realizou um vídeo em timelapse dela pintando (que também foi enviado na inscrição). Nele, a música "Preciso me encontrar", do artista Candeia, interpretada por Liniker, é escolhida para tocar enquanto a artista pinta. Ela foi selecionada por ser uma música brasileira e pela letra apresentar o desejo do eu lírico de encontrar momentos de paz, como ver o sol nascer e as águas dos rios correr.