Atento ao calor da chama
Dançando com alegria
Traduz o meu fulgor
Me chama pra folia
E eu levo meu tambor

BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO

Mas não vou esquecer
Do quão amaldiçoados estávamos
Aquele grito do passado
Ecoará nas memórias

BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO

Agora vou sambar e cantarolar
Agora vou saber e requerer
Veracidade, verdade
Axioma, realidade
Sinceridade, verdade
E quando não houver

BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO
BA RU LHO LHO LHO LHO LHO

Nome da Obra: Barulho


Autor(a): GABRIEL SILVA DELGADO

Linguagem Artística: Poesia

Categoria: : Categoria 4 (categoria aberta: 18 anos de idade ou mais)



Descrição da Obra

A poesia é composta de três estrofes principais intercalados por estrofes que fazem barulho!
A primeira estrofe é sobre o momento de aproveitar o momento de paz, pós pandemia. A terceira estrofe nos remete às memórias da pandemia, de tudo que vivenciamos. Antes de finalizar, a penúltima estrofe nos remete à importância de verificar a veracidade dos fatos, e que isso fique como uma herança para tempos futuros.